sexta-feira, dezembro 16, 2011

Workwear, work clothes and Uniform I

Falar sobre workwear, work clothes e uniform é falar sobre a história do homem, as palavras(em inglês) parecem ter um significado igual na essência mas as usabilidades nas atividades de trabalho são diferentes, vestuário de trabalho, roupas de trabalho e uniformes seja qual for a interpretação da tradução existem diferenças que veremos mais a frente. Para exemplificar tenho que voltar aos primórdios da história da humanidade, na adequação da indumentária ao meio ambiente, das guerras e chegando até a revolução industrial. Vamos imaginar que você é um homem pré-histórico e sua tribo tem como habitat uma determinada região e que, por sua vez, dispõe de determinadas plantas ou pigmentos ou animais (peles) ou outro item qualquer que sirva de referência ao local de origem da tribo.Imaginou? É mais ou menos por aí que tudo começa. Voltando ao local onde os grupos habitavam, acredito que o homem pré-histórico usava como indumentária peças confeccionadas em materiais encontrados na natureza local, que dependendo da região não usavam nada além de peles de espécie de animais ou pinturas feitas com material encontrado com frequência na sua região, mas aí já começa o diferencial: Eles eram nômades!...Então como os grupos se diferenciavam? Eu creio que pelo fato dos grupos serem pequenos e familiares, esse fato acentuava a consanguineidade e evidenciava características genéticas, uniformizando os grupos pelas similaridades físicas, comportamentais e na roupagem através de peles dos animais mais comuns em seu habitat. A descoberta do curtume e da tecelagem proporcionaram um salto na qualidade das roupas e na criação das roupas de trabalho.
 Uniformizar

Uniformizar: Tornar uniforme, ter uma única forma, o que não varia, análogo,etc...essa é a definição da palavra. Mas a evolução da indumentária de trabalho passa por várias outras nuances, como a descoberta das técnicas de tecelagem, do curtume e dos metais, com certeza deram um upgrade determinante na maneira de como nossos ancetrais se vestir, muito disso em fusão com os materiais encontrados na natureza local e no desempenho de suas funções. As roupas de trabalho, roupas típicas e, sobretudo, os uniformes de guerra, são provenientes das necessidades do homem em relação ao seu meio.
Infelizmente a evolução do homem sempre passa por esta praga evolutiva: A Guerra. As necessidades extrativas do homem fizeram que ele andasse de um lado para o outro na busca de suprir suas necessidades, que acabavam em escaramuças por domínio de territórios de caça e comida, é a guerra sempre nos rondando! Imagine uma guerra com os dois lados vestindo as mesmas peles fedorentas? Ou apenas com pinturas sobre corpo para diferenciá-los? Imaginou!...E se essa doença fôsse travada sob uma chuva? As peles pesariam uma tonelada e as pinturas...que pinturas? Bom, isso é tudo muito teórico e não estávamos lá para comprovar, nem temos pinturas rupestres detalhando esses fatos mas esse é um caminho.
Roupas de palhas, de linho, pele de carneiro, o pêlo de carneiro(lã), a tecelagem com fios, etc...e a própria habilidade na criação, alavancaram a nossa indumentária de trabalho. Mas isso é uma outra etapa na nossa narrativa.
Continua...

sexta-feira, dezembro 09, 2011

Comunicado!

Gostaria de deixar claro que não tenho nenhuma pretensão de ofender ninguém com minhas postagens, nem intenção de transformar este BLOG em algo comercial e muito menos levantar bandeiras,Ok?!
Este BLOG é um memorial descritivo de projetos de design e artes gráficas para discussão e debates, não é um BLOG oficial desta ou daquela corporação, seja ela pública ou privada. O subtítulo do BLOG descreve bem quais as minhas intenções:
"Este blog é um canal aberto ao debate sobre Design em geral. Aqui nós vamos falar sobre Artes Gráficas, Identidade Visual, Impressos Fiduciários, Design de Interiores, Desenvolvimento Sustentável, Novas Tecnologias,etc...vamos tirar dúvidas e trocar informações, conto com vocês colegas designers e estudantes."
Não estou defendendo A, B ou C, seja governo, empresa, fornecedor, ou qualquer outro tipo de corporação, nem é essa minha intenção, quero é debater tecnologia e sustentabilidade. Qualquer um, independente de seu credo, partido, cor, etc...será bem-vindo se for para debater, sugerir, participar, postar, sobre os temas acima. Outra discussão que não seja sobre esses temas não são bem-vindas. Obrigado! 

quinta-feira, dezembro 08, 2011

Sinalização Horizontal X Segurança X Criatividade

Quem falou que sinalização de trânsito não pode ser criativa? No ano de 2002 foi implantado, na cidade do Rio de Janeiro, um projeto de sinalização diferenciado para as travessias nas escolas municipais, essa sinalização tinha que sair do lugar comum da sinalização de trânsito tradicional e criar um atrativo para a travessia das crianças em idade escolar do 1º segmento. Na ocasião trabalhávamos para a companhia gestora do tráfego e ficamos com a incubência de elaborarmos um projeto de sinalização gráfica horizontal diferenciada; a engenharia da companhia desenvolveu um projeto mas este não agradou a administração da época, então nos foi solicitado algo mais criativo. Pensamos em várias pinturas com situações infantis, amarelinha, xadrex, jogo da velha, etc...mas todas esbarravam num problema comum para sinalização nas portas das escolas: SEGURANÇA. Bem, não poderíamos inventar algo absurdo e muito menos desviarmo-nos do que é previsto no código de trânsito - CTB, então sugerimos um COMBO entre a sinalização existente e algo mais solto, mas sem esquecer da responsabilidade em manter a sinalização horizontal tradicional como referência da legislação de trânsito. Segue uma descrição suscinta do projeto:
Projeto Especial de Sinalização Escolar
Consiste na mesclagem da sinalização  horizontal e vertical padrão CTB, mais uma sinalização especial horizontal desenvolvida nas cores da Identidade Visual da cidade. Esta sinalização foi realizada com laminado elastoplástico, de 1,5 mm de espessura, nas medidas e cores codificadas pela escala pantone para os símbolos/setas (nas cores azul, amarelo e preto). A faixa vermelha deverá ser em laminado elastoplástico em faixas de 1,5 mm de espessura e 100 mm de  largura e comprimento linear variável conforme área a ser aplicada. A aplicação do material elastoplástico deverá ser realizada, tomando como base o eixo central da via em direção as sarjetas mantendo o mesmo comprimento das faixas de retenção e, a mesma distância da faixa, em relação ao meio-fio.A aplicação deverá ocorrer em vias de mão única (sempre começando pelo eixo central) com conjunto de ícone de 750 mm e, sempre que possível, com um ícone na cor amarela sobre fundo azul. Nas vias em que possam ocorrer metragens com números que não sejam múltiplos de 750 mm ou que não fechem com um conjunto completo, a área restante deverá ser dividida por dois e complementada com a cor subsequente a penúltina cor aplicada nas pontas da faixa. Nas vias de mão dupla, junto a faixa de pedestres, será adotada no divisor central das faixas de rolagem, uma faixa vermelha de 200 mm para cada lado (em relação ao eixo central da via) e ,em alguns casos que a área restante não seja múltipla de 750 mm, também será aplicada da mesma forma descrita acima. A disposição dos  ícones junto a faixa de retenção deverá obedecer o sentido das setas caso existam, na inexistência obedecer a norma de manter sempre (os ícones) ao lado direito do pedestre em relação a travessia. Essa sinalização por si só era altamente chamativa e ficou mais, ainda, com a sinalização vertical e horizontal oficial suplementar.
PhotobucketO interessante nessa sinalização é que você pode inserir  qualquer iconografia no COMBO na área ilustrativa, deve apenas se preocupar com o que você vai inserir como imagem e nunca esquecer a sinalização de advertência de área escolar do CTB. Nós optamos em indicar onde é a área de segurança para travessia do pedestre através das setas indicativas. Nossa idéia era transformar a travessia num atrativo diferenciado para as crianças e numa quebra de paradigma para os motoristas.Com um colorido forte e grafias diferentes, a idéia de chocar teve grandes desdobramentos e muitas escolas pediram a inclusão da sinalização complementar em suas travessias. Mas, infelizmente, como tudo do governo é sazonal e efêmero, conclusão: Não houve continuidade. O importante é que nada impede que seja ressucitada a idéia é só uma questão de boa vontade, criatividade, planejamento, roupagem nova e materiais atuais. Tudo que possa aumentar a segurança na travessia de nossas crianças.
A hora é agora!
 P.S.:Todas as perspectivas foram realizadas e renderizadas em 3D Studio Max.

Government and corporation document printing

Government and corporation document printing
It is becoming routine! Again, one graphic design conceived by the Municipality Transport in Rio de Janeiro, developed and produced by the Primi (security print), won the award Pini Graphic Technology of 2011. For those not familiar, this award meets the best graphics of our country, covers a wide mix of technologies and categories, once again the city of Rio de Janeiro / SMTR made ​​beautiful and took the first and second place in the highest podium! Created by ABIGRAF - Brazilian Association of the Printing Industry, ABTG - Brazilian Association of Graphic Technology and SENAI - National Service of Industrial Education, this award was established in 1991 and in 1996 it was recognized by internationally  quality and level of work submitted. In 2001, the contest has been certified by ABNT - ISO 9000, thus ensuring quality and equity in the awards process. In the last contest, our products were selected and were ahead of the "Casa da Moeda"  and others. Staying ahead of the "Casa da Moeda"  that it is a world leader in security printing is good, winning a contest is even better! There were over 1000 participants,  150 jurors, diverse jury and of high technical level. At the time of the trial were analyzed the following items:
Increased complexity in security devices to combat counterfeiting;
Harmony between art, design and technological innovation;
Efficiency of the product to combat fraud;
Technical quality and high level of security devices attached to the product;
In short...it is perfect!
The pieces presented together essential features to make monitoring your identification at work. Without a thorough understanding of trust that are printed by means of any visual and tactile may recognize the validity of the form and in a situation of extreme doubt, parts can be re-examination. Really have to be proud of!

quarta-feira, novembro 23, 2011

Impressos de Segurança II (Impressos Fiduciários)

Verso
Frente
Já está virando rotina! Mais uma vez um projeto gráfico idealizado pela Secretaria Municipal de Transportes/RJ (na pessoa deste que escreve), desenvolvido e produzido pela PRIMI (Impressos de Segurança, emplacou o Prêmio Pini de Tecnologia Gráfica 2011. Para quem não conhece, esse prêmio reúne as grandes gráficas de nosso país num grande mix de várias tecnologias e categorias, mais uma vez a PREFEITURA/SMTR fez bonito e abocanhou o 1º e 2º lugares no alto do pódio! Concebido pela ABIGRAF - Associação Brasileira da Indústria Gráfica, ABTG - Associação Brasileira de Tecnologia Gráfica  e SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, o prêmio foi criado em 1991 e reconhecido internacionalmente em 1996 pela qualidade e o nível dos trabalhos apresentados. No ano de 2001 o concurso recebeu a certificação da ABNT - ISO 9000, com isso garantiu a qualidade e a lisura no processo de premiação. Neste último concurso os nossos produtos ficaram na frente do apresentado pela Casa da Moeda e outros. Ficar a frente Casa da Moeda que é referência mundial em impressos de segurança é bom, ganhar num concurso é melhor ainda! Foram mais de 1000 peças inscritas nas mais diversas procedências e 150 jurados de alto nível técnico. Na ocasião do julgamento foram analisados os seguntes itens:
  1. Maior complexidade nos dispositivos de segurança para o combate a falsificação;
  2. Harmonia entre arte, design e inovação tecnológica;
  3. Eficiência do produto para combater a fraude;
  4. Qualidade técnica e alto nível dos dispositivos de segurança agregados ao produto;
    Em suma...perfeito!
Frente
Verso
As peças apresentadas reuniram características essencias para a fiscalização realizar sua identificação no exercício da função. Sem ter um conhecimento profundo do que são impresso fiduciários, através de uma avaliação visual e tátil qualquer indivíduo pode reconhecer a validade do impresso e ,numa situação de dúvida extrema, as peças podem ser reavaliadas pericialmente. Realmente temos que nos sentir orgulhosos!

Parabéns a PRIMI e a PREFEITURA DO RIO/SMTR!
Parabéns a todos os envolvidos!

sábado, novembro 12, 2011

O enredo do bloco

O modelo de camisa desenvolvido para o Bloco do Baixo evoluiu e antes que uns amigos chatos façam algum tipo de comentário capicioso (hahaha) vou repetir: O lay-out foi idealizado pelo meu amigo Fausto Maia (grande artista plástico e cenógrafo), mas como ele não tem expertise com computadores (o que não é desmérito nenhum), finalizamos a arte e aproveitamos a oportunidade para realizarmos algumas alterações no lay-out transformando-o em algo comercialmente agradável e técnicamente viável para confecção digital (ENTENDERAM...rs). 
Nesta ocasião foi criada uma chamada para o enredo do bloco: "Tijuca, Samba, Suor e Guaraná!", além do fato de terem sido usados vários programas gráficos para realização da arte, foram inseridas várias mudanças no modelo sugerido, nós aproveitamos apenas a idéia básica, ok?! Então deixem de falar que é igual a idéia original! Igualzinho é um caminhão cheio de japoneses nús e de costas...rs.
Depois de definido o tema do enredo, atentamos para o uso do refrigerante no lazer do carnaval, a responsabilidade ao volante e o abuso do álcool na direção.
Concluindo:
"Se beber não dirija. Se dirigir não beba".
Afinal queremos que todos se divirtam sem exageros e respeitando a lei.
Vamos lá Tijucanos, prestigiem.
Que venha o carnaval 2012: "Tijuca, Samba, Suor e Guaraná!"...

PL 1391/2011 - Projeto de Lei de Regulamentação da profissão de Designer

Caros colegas: O Projeto de Lei está andando temos que nos unir e pressionar. Vejam os links!
O Projeto de Lei é interessante, abrange inclusive o profissional informal que comprove honoris causa (comprovados e nos últimos 05 anos), então antes de serem refratários ao projeto de lei conheça-o e depois debatam, divididos continuaremos sem regulamentação e sem regras. Pensem nos benefícios e principalmente no reconhecimento profissional. A intenção do projeto é coorporativista? É!...Sem regras ninguém trabalha, enquanto continuarmos sendo considerados como desenhistas, publicitários, decoradores, profissional de informática, arquitetos e/ou até Técnicos Administrativos (vi isso num concurso público),etc...continuaremos sem identidade, sem rumo e sem norte.

quarta-feira, outubro 19, 2011

18º Congresso da ANTP e VII INTRANS

Estamos aqui mais uma vez, participando de uma feira de transportes e trânsito: a VII INTRANS.Este evento que faz parte do 18º Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito está sendo realizado na cidade do Rio de Janeiro, acreditamos que teremos algumas surpresas tecnológicas no decorrer do congresso e da feira que começa oficialmente hoje, dia 19 de outubro de 2011. Estaremos presentes com um stand que não é o ideal para uma cidade do porte do Rio, com uma copa do mundo e a responsabilidade de sediar uma olimpíada, mas que não deixará passar em branco as transformações em que ela será afetada.
O balão furou, uma pena.
Mas o chato de se realizar qualquer coisa para a administração pública é que, na maioria das vezes, você tira leite de pedra, sem recursos, sem apoio e as pessoas simplesmente não dão o menor valor, agora por exemplo ouvimos algumas críticas sem nenhum fundamento, realizadas, inclusive, por pessoas que nunca realizaram um trabalho sequer em feiras, não tem menor idéia do trabalho que dá para organizar um stand e adoram diminuir para valorizar o dela. Mas enfim tudo deu certo, a inveja é o que nos alimenta. Estaremos lá de novo (20/10/2011) e se Deus quiser tudo dará certo, apesar dos chatos de plantão.
Se quiserem conhecer a VII INTRANS é no Centro de Convenções Sulamérica no Rio de Janeiro. Vocês serão benvindos!

sábado, outubro 08, 2011

El genial Steve Jobs!

No podía dejar sin respuesta, la pérdida para el mundo del arte y el diseño, lo que representa la ausencia de genio inventivo y el buen gusto que fue Steve Jobs.
Este genio visionario logrado combinar la tecnología de buen gusto, haciendo que nuestro mundo más fácil de entender.
Usted será para siempre en nuestros corazones y mentes, gracias por su existencia.
Adiós Steve, que en paz descanse!

quinta-feira, outubro 06, 2011

O genial Steve Jobs!

Eu não poderia deixar passar em branco, a perda para o mundo da arte e do design, o que representa a ausência do gênio inventivo e de extremo bom gosto que era você Steve Jobs.
Este gênio visionário conseguiu aliar o bom gosto a tecnologia, tornando nosso mundo mais fácil de entender.
Você estará para sempre em nossos corações e mentes, obrigado pela sua existência.
Adeus Steve, descanse em paz!

quarta-feira, outubro 05, 2011

Camisa do bloco BBT

Esse protótipo de camisa foi desenvolvido para o Bloco do Baixo Tijuca um bloco do Rio de Janeiro, da Praça Varnhagen e para ser mais exato, ali na Maracanã . Este lay-out foi idealizado pelo meu amigo Fausto Maia (grande artista plástico e cenógrafo) mas como ele não tem expertise com computadores, o que não é desmérito nenhum, me pediram para finalizar, daí aproveitamos a oportunidade e fizemos algumas alterações no lay-out, eu e com endosso do Tuninho Soares, elaboramos uma chamada para o enredo do bloco: "Tijuca, Samba, Suor e Guaraná!"...Nesta oportunidade, com essa deixa, atentamos para o uso do refrigerante no lazer do carnaval, a responsabilidade ao volante e o abuso do álcool na direção, então prestem atenção:
"Se beber não dirija. Se dirigir não beba".
Afinal queremos que todos se divirtam sem exageros e respeitando a lei.
Vamos lá Tijucanos, prestigiem.
Que venha o carnaval 2012: "Tijuca, Samba, Suor e Guaraná!"...

segunda-feira, setembro 26, 2011

Os paradoxos em algumas Resoluções do CONTRAN

Os dispositivos para a sinalização de alerta, além de terem a função de melhorar a percepção do condutor, indicam situações geradoras de perigo e obstáculos. As padronagens de desenho e cores, determinam cada tipo de situação, por exemplo: cores amarela e preta quando sinalizam situações permanentes; laranja e branco para situações temporárias; vermelho e branco para párachoques de veículos de carga com PBT mais que 4600 kg; amarelo e preto  para veículos de carga com PBT superior a 3.500 kg (que já confunde um pouco);...até aí tudo bem, mas se você faz uma interpretação mais profunda do projeto geométrico, da ultrapassagem realizada respeitando o sentido ortogonal das faixas zebradas como é previsto no Código de Trânsito Brasileiro, você encontra  um contrasenso entre as resoluções publicadas pelo CONTRAN e os procedimentos regulamentados para estes dispositivos. Na minha opinião quando você normatiza, regulamenta e/ou padroniza algo, pressupõe-se que você queira uniformizar a interpetração, na sinalização de trânsito o mesmo acontece ou,  então, você corre o risco de ter vários questionamentos em função da metodologia interpretativa, inclusive abrindo precedentes legais para os escritórios de advocacia entrarem com um Tsunami de recursos nas JARI´s.
Postei há algum tempo um texto e ilustrações de como são feitas as ultrapassagens em relação aos obstáculos através da interpretação do zebrado(vide http://desenhografico.blogspot.com/2011/01/um-pequeno-intervalo-para-falar-de.html ),em todas as situações a ultrapassagem permitida é sempre no sentido ortogonal ao zebrado, então pergunto: Porque o zebrado nos párachoques não seguem o mesmo padrão?
E qual seria a interpretação correta do Art.29 do CTB* em relação a isso?
*Art. 29. O trânsito de veículos nas vias terrestres abertas à circulação obedecerá às seguintes normas:
*I - a circulação far-se-á pelo lado direito da via, admitindo-se as exceções devidamente sinalizadas;...
Levando em consideração que a sinalização zebrada na traseira dos caminhões tende para direita pergunto: Em uma rodovia a ultrapassagem será pelo acostamento (já que o veículo mais lento tem que transitar pela faixa da direita)?
*IV - quando uma pista de rolamento comportar várias faixas de circulação no mesmo sentido, são as da direita destinadas ao deslocamento dos veículos mais lentos e de maior porte, quando não houver faixa especial a eles destinada, e as da esquerda, destinadas à ultrapassagem e ao deslocamento dos veículos de maior velocidade;....
Levando em consideração que os caminhões são os veículos mais lentos numa via de trânsito rápido pergunto: A ultrapassagem deverá ser realizada pela esquerda ou pela direita (observando a lógica da sinalização zebrada)?
Placa traseira para veículos com comprimento execedente;
*IX - a ultrapassagem de outro veículo em movimento deverá ser feita pela esquerda, obedecida a sinalização regulamentar e as demais normas estabelecidas neste Código, exceto quando o veículo a ser ultrapassado estiver sinalizando o propósito de entrar à esquerda;...
Levando em consideração toda ultrapassagem segura deve ser realizada pela esquerda pergunto: Porque o zebrado na traseira é para o lado direito? E porque além deste tipo de sinalização para lateral direita, que já confunde, ainda existe uma complementar que indica seguir em frente?


O que vou postar tem tudo haver com o desviar no sentido ortogonal das pinturas zebradas o que é convencionado para a sinalização de trânsito seja ela vertical ou horizontal, mas antes que apareça alguém criticando e/ou desconsiderando o que escrevi, vamos avaliar: É ou não é confusa essa sinalização? Bem vou fazer um pequeno intervalo, mas vou deixar meu material parcialmente postado no intuito de evitar cópias...O conteúdo final depois coloco.

Placa traseira para veículos com largura execedente;
Placa traseira para veículos com comprimento e largura execedente;