quinta-feira, dezembro 08, 2011

Sinalização Horizontal X Segurança X Criatividade

Quem falou que sinalização de trânsito não pode ser criativa? No ano de 2002 foi implantado, na cidade do Rio de Janeiro, um projeto de sinalização diferenciado para as travessias nas escolas municipais, essa sinalização tinha que sair do lugar comum da sinalização de trânsito tradicional e criar um atrativo para a travessia das crianças em idade escolar do 1º segmento. Na ocasião trabalhávamos para a companhia gestora do tráfego e ficamos com a incubência de elaborarmos um projeto de sinalização gráfica horizontal diferenciada; a engenharia da companhia desenvolveu um projeto mas este não agradou a administração da época, então nos foi solicitado algo mais criativo. Pensamos em várias pinturas com situações infantis, amarelinha, xadrex, jogo da velha, etc...mas todas esbarravam num problema comum para sinalização nas portas das escolas: SEGURANÇA. Bem, não poderíamos inventar algo absurdo e muito menos desviarmo-nos do que é previsto no código de trânsito - CTB, então sugerimos um COMBO entre a sinalização existente e algo mais solto, mas sem esquecer da responsabilidade em manter a sinalização horizontal tradicional como referência da legislação de trânsito. Segue uma descrição suscinta do projeto:
Projeto Especial de Sinalização Escolar
Consiste na mesclagem da sinalização  horizontal e vertical padrão CTB, mais uma sinalização especial horizontal desenvolvida nas cores da Identidade Visual da cidade. Esta sinalização foi realizada com laminado elastoplástico, de 1,5 mm de espessura, nas medidas e cores codificadas pela escala pantone para os símbolos/setas (nas cores azul, amarelo e preto). A faixa vermelha deverá ser em laminado elastoplástico em faixas de 1,5 mm de espessura e 100 mm de  largura e comprimento linear variável conforme área a ser aplicada. A aplicação do material elastoplástico deverá ser realizada, tomando como base o eixo central da via em direção as sarjetas mantendo o mesmo comprimento das faixas de retenção e, a mesma distância da faixa, em relação ao meio-fio.A aplicação deverá ocorrer em vias de mão única (sempre começando pelo eixo central) com conjunto de ícone de 750 mm e, sempre que possível, com um ícone na cor amarela sobre fundo azul. Nas vias em que possam ocorrer metragens com números que não sejam múltiplos de 750 mm ou que não fechem com um conjunto completo, a área restante deverá ser dividida por dois e complementada com a cor subsequente a penúltina cor aplicada nas pontas da faixa. Nas vias de mão dupla, junto a faixa de pedestres, será adotada no divisor central das faixas de rolagem, uma faixa vermelha de 200 mm para cada lado (em relação ao eixo central da via) e ,em alguns casos que a área restante não seja múltipla de 750 mm, também será aplicada da mesma forma descrita acima. A disposição dos  ícones junto a faixa de retenção deverá obedecer o sentido das setas caso existam, na inexistência obedecer a norma de manter sempre (os ícones) ao lado direito do pedestre em relação a travessia. Essa sinalização por si só era altamente chamativa e ficou mais, ainda, com a sinalização vertical e horizontal oficial suplementar.
PhotobucketO interessante nessa sinalização é que você pode inserir  qualquer iconografia no COMBO na área ilustrativa, deve apenas se preocupar com o que você vai inserir como imagem e nunca esquecer a sinalização de advertência de área escolar do CTB. Nós optamos em indicar onde é a área de segurança para travessia do pedestre através das setas indicativas. Nossa idéia era transformar a travessia num atrativo diferenciado para as crianças e numa quebra de paradigma para os motoristas.Com um colorido forte e grafias diferentes, a idéia de chocar teve grandes desdobramentos e muitas escolas pediram a inclusão da sinalização complementar em suas travessias. Mas, infelizmente, como tudo do governo é sazonal e efêmero, conclusão: Não houve continuidade. O importante é que nada impede que seja ressucitada a idéia é só uma questão de boa vontade, criatividade, planejamento, roupagem nova e materiais atuais. Tudo que possa aumentar a segurança na travessia de nossas crianças.
A hora é agora!
 P.S.:Todas as perspectivas foram realizadas e renderizadas em 3D Studio Max.
Postar um comentário