terça-feira, abril 26, 2011

Padronização de Ônibus - Identidade Visual II

Mapa via satélite
Dei uma pausa sobre o tema I.V.= Identidade Visual, porém hoje fui questionado sobre a impossibilidade de haver criatividade na caracterização externa dos ônibus no município do Rio de Janeiro em função do número de regras impostas administração pública. Lembrei-me de um projeto de I.V. para uma linha de ônibus da zona oeste e conclui que os críticos estão enganados...é possível sim (e dentro das normas) a execução de projetos normatizados pelo estado com um pouco de criatividade sem quebrarmos nenhum regulamento ou legislação.
Agora daremos início ao processo de padronização externa de uma linha de ônibus:
Centro - Marco zero
Vendo o mapa da cidade do Rio de Janeiro via satélite no Google Earth veremos que a conotação zona norte, zona sul, zona oeste do município nada tem haver com os pontos cardeais, pelo menos aquele que aprendemos na escola.Vejam nos mapas a locação dos cardeais em relação a divisão da cidade em zonas...
Trajetória do sol
Fiz um mapa com a rosa dos ventos estilizada (que usarei adiante) de maneira que você possa se situar e identificar o nascente, o poente e o azul é o mar, onde literalmente posicionei a rosa dos ventos. Com o conjunto de imagens você terá uma melhor noção de localização onde se situa o centro da cidade (vide círculo amarelo), para mim ele deveria ser considerado a zona leste, mas pelo fato de uma questão geopolítica, o centro é o marco zero da cidade. Por sua vez o trajeto do sol é do nascente no leste para o poente no oeste, independente de marco zero geopolítico. Bom, após fazer minha explanação técnica vamos a criação.Esta linha de ônibus transita pela Avenida, localizado ao lado da avenida fica o Parque da Serra do Mendanha, que além de ser o marco divisor do trajeto Zona Oeste/Centro é sem dúvida um lugar aprazível e importante área de lazer do morador da zona oeste. Pensando na importância que o parque tem, na fixação da idéia e na municipalidade, fiz uma combinação com outros ítens que resultaram no projeto gráfico do Expresso Zona Oeste, descrito abaixo:
Memorial de Descritivo para Projeto de Identidade Visual dos ônibus de integração da Zona Oeste
O sol a representação gráfica característica da cidade balneária,
indo do nascente ao poente passando por sobre a Serra do Mendanha,
que é um marco representativo da Zona Oeste, com suas cachoeiras,
vegetação remanescente de mata atlântica e lazer nos finais de semana
para os moradores da área.
A rosa dos ventos acompanhando o percurso do sol,
dividindo a cidade em zonas e fazendo parte
integrante desta nova Identidade Visual.
As cores básicas primárias da Comunicação Visual Oficial
e o símbolo representativo da  Municipalidade (marca da gestão) integram o trabalho de Identidade Visual proposto para as novas linhas de ônibus.
Demais ítens são acessórios obrigatórios tais como:
- Painel de mensagem variável a LED;
- Identificação Externa e interna para cadeirantes;
- Identificação do Serviço (Integração Metrô/Ônibus);
- Numeração;
- Nome da Empresa;
- Assentos comuns e para usuários preferenciais
em cores derivadas das cores da gestão;
- Etc.
O mais interessante no projeto de I.V. as pessoas nem se ligaram: Quando o ônibus vai em direção ao centro a rosa dos ventos aponta para o leste, quando o ônibus retorna para a zona oeste a rosa dos ventos aponta para o oeste, o mesmo acontece com o sol e a serra é a divisória do trajeto do veículo. Existe muita linguagem subliminar no projeto gráfico e tem algumas pessoas que demoraram um pouco para entender, espero que agora eu tenha esclarecido.
Postar um comentário