quarta-feira, março 12, 2014

Dispositivo temporários de trânsito

O Código de Trânsito Brasileiro prevendo despesas desnecessárias com sinalização gráfica vertical em intervenções temporárias (obras, operações de trânsito, emergências,etc...), abriu exceções para utilização de materiais diversos nestes tipos de situações. O objetivo maior deste tipo de sinalização é de alertar aos condutores sobre situações temporárias e especiais, tais como: operações de trânsito, bloqueio e/ou canalização do tráfego, proteção aos pedestres, trabalhadores na pista, equipamentos, etc,...Um modelo de sinalização de baixo custo para intervenções, com materiais e equipamentos reaproveitáveis ou não. Esses dispositivos são, em regra, nas cores laranja e branco, no entanto não existe uma legislação bem definida para sua utilização. É aí que entrarão meus comentários e críticas.
Os tipos de dispositivos são:

  • Cones;
  • Cilindros;
  • Balizador móvel;
  • Tambores;
  • Fitas zebradas;
  • Cavaletes;
  • Barreiras;
  • Cancelas;
  • Tapumes;
  • Gradis;
  • Bandeiras;
  • Faixas;
  • Etc,
No momento falarei sobre faixas, haja visto que elas estão sendo usadas indiscriminadamente nas obras da cidade do Rio de Janeiro, porém sem técnica e sem observação de critérios mínimos de segurança. Segurança para faixas? Você deve estar se perguntando! Isso mesmo: SEGURANÇA! Explicarei a seguir e o porque da minha preocupação.Estas faixas que são confeccionadas em lona night and day, lonita, pvc, etc...e cada um desse materiais possuem um peso diferente e uma resistência maior ou menor as intempéries.
Começaremos avaliando o peso:
Uma lona night and day pesa aproximadamente 440 gr/m² ou mais, que acrescido de tubetes ou sarrafos, ilhóes, cordoamento, com dimensões mínimas de 0,70 X 7,00(padrão de faixas)...temos um valor aproximado de 5,5 kg de peso para uma faixa de 4,9 m² ou 7 metros lineares e que tendo em vista as larguras de nossa ruas, seria considerada uma faixa pequena...Cara, aonde esse cara quer chegar?Você deve estar pensando! Calma, que eu vou chegar lá!
Continuarei mais tarde...
Postar um comentário