sábado, junho 29, 2013

Maquete

Maquete de trenzinho para Paquetá
As perspectivas e maquetes antigamente eram, quase que na sua totalidade, desenvolvidas e confeccionadas a mão. Primeiro sentava-se na prancheta, colocava-se um folha de papel manteiga, prendia-se o papel com fita crepe, acendia-se a luminária RAMSOR, rabiscava-se a idéia, apagava-se com borracha branca STAEDTLER OU ROTRING, contornava-se o outline com uma caneta nakim (STAEDTLER OU ROTRING ou outra rapidograph qualquer) e coloria-se com hidrocor, ecoline, etc...saudades. Ali estava a primeira idéia ou rafe ou rascunho como queiram chamar...
Mexendo em minhas fotos antigas encontrei essa maquete que foi desenvolvida pelo Alexandre Braga, um designer top de linha que em parceria e sob sua orientação dei minha pequena parcela de colaboração e aprendi a fazer uma maquete cheia de charme. Ainda tenho as placas e os itens desenvolvidos para a humanização (placas, postes, árvores, pessoas ,etc...).Essa maquete foi feita em cartolina colorida colada com cola de sapateiro(cartão pluma era caríssimo) sobre cartão duplex, estruturada em cartão paraná emassado com massa acrílica de parede, pintado com tinta acrílica , colunas dos vagões  confeccionadas com corpo de caneta hidrocor velhas, pneus confeccionados em placa de emborrachado preto, postes de fio elétrico rígido, placas em xerox pintadas a mão (não existia xerox colorida) coladas sobre cartão paraná pintado; árvores e plantinhas feitas de esponja e papelão; as pessoas foram desenhadas a mão livre e xerocadas, coladas sobre cartão duplex, recortadas com faca olfa ou tesoura, coloridas com hidrocor ou aquarela, para após serem coladas na base da maquete...tudo muito artesanal. Gostaria de ver um colega, dessa nova geração de designers realizá-la, hoje assim, tudo na base do improviso, duvido!...tsc
Claro que não vou generalizar mas a maioria não tem habilidade manual nenhuma, tenho observado isso e é muito ruim a ausência dessa habilidade! As faculdades não exigem teste de habilidade específica, não ensinam, não cobram, enfim estamos criando geração que não gosta de fazer nada que a resposta não seja imediata, que possam consertar rápido sem ter que refazer, que desenvolvam vendo o objeto já semipronto em programas do tipo WYSIWYG, enfim paciência zero...mas maquete feita à mão demora, dá muito trabalho e não tem Ctrl+Z, não dá para voltar atrás se errar, tem que haver planejamento e ansiedade não ajuda. Não sabem o que estão perdendo pois é altamente prazeroso de executar, ver o material formatando, a miniaturização tomando forma na sua frente, trabalho de mock-up e pelas suas mãos...isso não tem preço! É bom demais, experimentem...
Me perguntaram em que ano foi feita essa maquete...não tenho certeza absoluta mas acredito que em 1991, ok?!
Postar um comentário